Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Alice Alfazema

Recortes do quotidiano: do meu, do teu, do seu, e dos outros.

Alice Alfazema

Recortes do quotidiano: do meu, do teu, do seu, e dos outros.

Diário dos meus pensamentos (29)

17.04.20, Alice Alfazema

jardim.jpg

Fotografia Artur Pastor

 

Tenho saudades dos jardins, dos pequenos recantos, e de apreciar os cuidados dispensados a cuidar da flores e das plantas, ainda tenho os dois bilhetes que me ofereceram para uma visita à Quinta da Regaleira, tenho saudades de imaginar quem se sentou na sombra de uma mesma árvore num ano e depois no ano seguinte, e no outro, e no outro depois do outro. 

 

Se me perguntarem o que farei em primeiro lugar no fim deste confinamento, será sem dúvida passear de mãos dadas, pele com pele, ao sol, a ver o mar, ou num jardim, ou na Serra, num sítio onde liberte este sufoco de betão. E que esse momento fique eternizado numa parede da minha sala, onde o possa ver, como quem lê um poema, como quem sabe uma boa notícia, para que me recorde a cada instante que o melhor do mundo é a Liberdade. Abril. Abril de 2020.