Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Alice Alfazema

Recortes do quotidiano: do meu, do teu, do seu, e dos outros.

Alice Alfazema

Recortes do quotidiano: do meu, do teu, do seu, e dos outros.

Diário dos meus pensamentos (26)

14.04.20, Alice Alfazema

escrever.jpg

Ilustração  Becca Stadtlander

 

Hoje choveu um pouco de granizo, no entanto a chuva chegou a ser tão intensa que limpou a rua, houve relâmpagos a acompanhar, adoro temporais e entretive-me à janela a ver este espectáculo, recolhi a roupa no último instante antes de desabar tamanho diluvio. Uma pessoa fica sempre feliz quando isto acontece. Há a sensação de ter quase ultrapassado a meta, só falta mesmo dobrá-la e passá-la e por último arrumá-la. Viva! Viva! Depois fiz pataniscas de bacalhau com arroz de cenoura para o jantar. Regressei então a este novo mundo que é plano, para alguns será rectangular, pode ser de madeira, metal, vidro, quadrado, circular, mas sempre plano, as vídeo conferências são agora teletransporte habitual para outros lugares, em pano de fundo estão as estantes com livros, há quem diga que as estantes são mostradas para ver quem tem mais cultura, cá para mim, são mostradas porque é o único sítio que está sempre arrumado e que mesmo estando desarrumado isso não tem qualquer conotação negativa. Estratégia, pura estratégia. 

 

 

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.