Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Alice Alfazema

Recortes do quotidiano: do meu, do teu, do seu, e dos outros.

Alice Alfazema

Recortes do quotidiano: do meu, do teu, do seu, e dos outros.

Diário dos meus pensamentos (24)

12.04.20, Alice Alfazema

20200215_101145.jpg

 

Nestes dias de festa não me apetece falar muito, é talvez a falta de gente que já se foi que me faz ficar assim, a falta dos risos e das vozes. Depois no dia seguinte tudo volta ao normal. Se hoje fosse um dia igual a tantos outros, em que estivesse em casa, teria ido beber café à beira-mar, caminhado na areia, sentar-me-ia na areia e iria escutar o mar. Pensaria em milhões de verdades e de mentiras, procuraria espantar os meus fantasmas e as bestas andantes que conheço. Estaria então a carregar baterias para uma longa semana de trabalho, confinada atrás do balcão. Qual pássaro numa gaiola. 

 

20200215_100738.jpg

 

É interessante como podemos estar presos apesar de nos ser dada a liberdade de movimentos, e estarmos livres sem no entanto termos essa liberdade de andar por aí. A oportunidade de vermos aquilo que pode estar errado e daquilo que queremos daqui para a frente. 

 

20200215_101516.jpg

 

Obrigada a todos aqueles que passam por aqui e me deixam palavras simpáticas, de ânimo, e de amizade. 

 

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.