Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Alice Alfazema

Recortes do quotidiano: do meu, do teu, do seu, e dos outros.

Alice Alfazema

Recortes do quotidiano: do meu, do teu, do seu, e dos outros.

Dia Mundial "Meio" Ambiente

ao meio

05.06.21, Alice Alfazema

biodiversidade.jpg

 

Aqui na bola azul, as questões ambientais são na maior parte das vezes levadas a meio, no meio e pelo meio. Neste dias comemorativos exige fazermos uma reflexão sobre o nosso meio. Há demasiado tempo que estas questões passam ao lado das agências noticiosas, do poder local, e nas andanças políticas globais. No quotidiano apresenta-se como assunto de menor importância, sendo até que os activistas ambientais são por vezes ostracizados publicamente, sem que isso tenha qualquer relevância. 

Pelo nosso país, apregoam-se e crescem as plantações fotovoltaicas, derrubam-se árvores de grande porte, incentiva-se monetariamente o cultivo intensivo e o monocultivo, dando azo a uma grande perda de biodiversidade, alisam-se os terrenos a bel-prazer para a preparação de tais culturas arrasando com ribeiras, charcos, sapais e toda a vida envolvente em tais ecossistemas, em nome de uma suposta economia e progresso. Nas cidades, diminuem-se os jardins, os bosques são reduzidos a rotundas e a estacionamentos estéreis de alcatrão, as podas de rolão são agora uma moda permanente, assim como o consequente abate de árvores e depois a continua plantação de outras para futuro comprovativo de obra feita e representatividade no orçamento gasto, vai daí mais umas fotografias para a posteridade. 

antes.jpg

 

A meio, e pelo meio nos vamos ficando, meio calados, meio confusos, meio esclarecidos, meio empobrecidos.  

 

depois.jpg

 

13 comentários

Comentar post