Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Alice Alfazema

Recortes do quotidiano: do meu, do teu, do seu, e dos outros.

Alice Alfazema

Recortes do quotidiano: do meu, do teu, do seu, e dos outros.

Dia morno

08.12.14, Alice Alfazema

olá.JPG

 

Mergulhou na água quente e veio ao de cima para poder voltar a respirar aquele aroma de infância. O cheiro que pairava no ar era morno e embalava-lhe a mente e o coração.  Sabia que ao longe era esperado com carinho, mas queria manter aquele momento, talvez nunca mais tivesse oportunidade de o viver. Não sabia se as plantas sentiriam o mesmo, se quando desenraizadas e replantadas num outro sítio teriam sensação igual. A Natureza em redor transpirava harmonia, o borbulhar do mar acabava na areia quente da praia, junto aos seus pés. A um passo da vida. 

 

Alice Alfazema

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.