Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Alice Alfazema

Recortes do quotidiano: do meu, do teu, do seu, e dos outros.

Alice Alfazema

Recortes do quotidiano: do meu, do teu, do seu, e dos outros.

Crónicas de um cão em tempos de quarentena

Desassossego

15.04.20, Alice Alfazema

ginjas de quarentena.jpg

 

 

Têm sido dias difíceis, não aguento mais os meus donos, é festas a toda a hora, é andarem para trás e para a frente, nunca saem de casa, estão sempre a comer, o que me perturba bastante, nunca mais tive a casa só para mim,  já não sei o que é o sossego de uma sesta sem um sobressalto e sem aquela frase que já não posso ouvir "quem é o cãozinho mais lindo da dona?" ou então o "és tão fofinho" da mais nova, abano a cauda para ela se calar mais depressa, senão repete aquilo até à exaustão, e sou também obrigado a tomar banho mais vezes, isto está a acabar com a minha sanidade mental e canina, já não sei se sou um cão ou um rato, eles dizem que cheiro a rato. 

 

Ginjas, o cão mais lindo do prédio (e único). Saudações caninas. 

 

 

11 comentários

Comentar post