Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Alice Alfazema

Recortes do quotidiano: do meu, do teu, do seu, e dos outros.

Alice Alfazema

Recortes do quotidiano: do meu, do teu, do seu, e dos outros.

Conversas da escola - Querida coleguinha

09.10.17, Alice Alfazema

Dirijo-me a uma colega e peço-lhe:

- ...sabes, aquela receita que me falaste, a de baunilha, aquela que o teu filho gosta muito, podes dar-me a receita?

- Eh, pá, eu não sei da receita...perdi o papel, a receita é muito complicada de fazer, blá, blá, blá...

- Tretas, não me queres é dar a receita, é essa e a do bolo de pinhões...

- Olha lá, eu não sei da receita, mas tenho para lá uns rascunhos que tirei antes de perder o papel...eu não te dou a receita, porque não a tenho, mas faço-te um, dou-te o bolo...

- Está bem, aceito a proposta.

- Fica combinado!

 

E então eis aqui a prova de que ainda existem colegas boas e generosas, não dão a receita, mas oferecem o bolo (lá para o Natal vou-lhe pedir outra vez a receita)

 

IMG_1594.JPG

 

Eu como sou muito generosa partilho mais uma evidência.

 

IMG_1596.JPG

 

Se eu tivesse a receita até colocava aqui, mas como não tenho ponho mais uma fotografia para verem mais em pormenor tamanha bondade da minha colega. 

 

IMG_1597.JPG

 

Se estiverem a sentir a baba a escorrer é sinal que a bondade é verdadeira.

 

IMG_1598.JPG

 

Ainda há bolo? Isso lá é pergunta que se faça.

 

IMG_1599.JPG

 

Isto aqui é uma prova de que colegas assim só as tem quem as merece. Esforcem-se nunca desistam, pode ser que um dia destes vos apareça pela frente alguém que não tenha a receita, mas vos ofereça o bolo.

 

Obrigada cara colega. Estava delicioso. Um grande Xi 

 

 

Alice Alfazema

 

 

 

5 comentários

Comentar post