Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Alice Alfazema

Recortes do quotidiano: do meu, do teu, do seu, e dos outros.

Alice Alfazema

Recortes do quotidiano: do meu, do teu, do seu, e dos outros.

Conversas da escola - De microfone na mão

13.12.18, Alice Alfazema

Eu sei que adoram estas conversas da escola. Esta semana tem sido de queimar os neurónios(os poucos que ainda resistem), houve muita atividade, muita mastigação de bolos e outras enfardaduras, gritaria, bulhas, nevoeiro, chuva, micro-ondas avariado, barulho de obras, muito pó no ar e no chão. Já tinha dito gritaria? E refilanços. E males de amor. Dores de barriga. Dores de cabeça. Má disposição geral. Vómitos.

 

Assim, como podem calcular foi muito animada a minha semana de trabalho, entretanto hoje houve uma atividade diferente no polivalente, que fica na zona do bar. Um jogo em que os alunos tinham de adivinhar algumas perguntas...havia um apresentador, rapaz aí de metro e meio, muito animado, de microfone na mão, sempre a puxar para a animação, por vários momentos julguei estar na feira, na barraca das rifas, ou como alguém comentou: isto é uma venda de cobertores? 

 

A manhã foi animada, criativa, um mar de vozes, os meus ouvidos explodiram no meio das gargalhadas, entretanto, com muita pena minha a hora de almoço veio, fechámos o bar e fomos para a nossa sala almoçar. A actividade continuava a decorrer, mas agora sem professor, o apresentador mantinha-se muito animado ao microfone. 

 

Estou na sala a comer e a apreciar um pouco do silêncio que a parede permite e eis que surge de rompante ao meu ouvido a bela voz do apresentador, a dar o máximo que a sua voz consegue ao microfone:

 

- O não sei das quantas é paneleiro, o não sei das quantas é paneleiro e gosta de levar no cú...

 

(o não sei das quantas sou eu que digo, porque o rapaz disse o nome em alto e bom som)

 

 

 

 

 

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.