Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Alice Alfazema

Recortes do quotidiano: do meu, do teu, do seu, e dos outros.

Alice Alfazema

Recortes do quotidiano: do meu, do teu, do seu, e dos outros.

Conversas da escola - De frente e de costas

16.06.18, Alice Alfazema

Tenho uma colega que trabalha a tempo parcial na escola,  o seu horário de trabalho na escola vai do meio da manhã  até por volta das duas, quando chega já vem de uma outra escola, onde faz a recepção dos alunos na versão ATL, fica com eles até que as aulas comecem, ganha mais nesse curto espaço de tempo, do que naquele que está como assistente operacional na escola, pergunto-lhe:

 

- Então ganhas mais a fazer esse trabalho do que aqui?

- Sim, mas é um trabalho diferente!

- Diferente? É de frente e de costas!

 

 

Vou explicar o tipo de trabalho que ela faz na escola onde trabalho: varre os pátios, onde abundam plásticos e restos de jardim, despeja os baldes do lixo que ainda são alguns, carrega esse lixo todo, mais o das casas de banho e leva-o até ao contentor do lixo municipal, que se encontra fora da escola e no outro lado da estrada, entretanto se houver alguns problemas no recreio, tem que ir até lá e ver o que se passa comunicar a quem de direito ou então resolver o conflito, terá também de fazer o mapa de faltas dos docentes que dão aulas naquele bloco onde se encontra, e regista-los no livro de ponto, atender alguma chamada, dar recados, limpar vomitados, auxiliar miúdos doentes, fazer primeiros socorros, vigiar e manter o local limpo.

 

Portanto tudo isto é diferente. É de frente e de costas! 

 

 

 

Alice Alfazema

2 comentários

Comentar post