Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Alice Alfazema

Recortes do quotidiano: do meu, do teu, do seu, e dos outros.

Alice Alfazema

Recortes do quotidiano: do meu, do teu, do seu, e dos outros.

Círculo

08.02.20, Alice Alfazema

jon.jpg

 

Fotografia e arte de Jon Foreman

 

A vida não é mais do que isto, estarmos nus dentro de um círculo, onde nos podemos sentir acolhidos, protegidos, ou oprimidos. Frágeis e nus, ou livres e nus. É tudo tão simples, umas pedras de várias cores e tamanhos, amaciadas pelas marés, umas vezes boas, outras bravias, o contacto do corpo nu na areia, o receber na pele a sensação de pertencer à Terra, uma raiz invisível que se propaga a cada nervo, que aquece o sangue e altera a mente. Sozinhos, mas sempre acompanhados.

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.