Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Alice Alfazema

Recortes do quotidiano: do meu, do teu, do seu, e dos outros.

Alice Alfazema

Recortes do quotidiano: do meu, do teu, do seu, e dos outros.

As palavras estão gastas

16.09.15, Alice Alfazema

ao longe.JPG

 

 

Nestes tempos torna-se difícil ver ou ouvir o valor da palavra do outro. Os que são treinados repetem-se, tal como as estações do ano. Os que nunca ouviram ficam maravilhados, os outros já as conhecem. É necessário inventar novas palavras, que valham mais que as imagens. Talvez algum dia. 

 

Alice Alfazema

2 comentários

Comentar post