Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Alice Alfazema

Recortes do quotidiano: do meu, do teu, do seu, e dos outros.

Alice Alfazema

Recortes do quotidiano: do meu, do teu, do seu, e dos outros.

Ao pessoal da saúde

16.07.17, Alice Alfazema

 

 

“Duas pessoas do mesmo sexo não podem amar-se?”: “Ouçam, é uma coisa simples: o mundo tinha acabado. Para que o mundo exista tem de haver homens e mulheres. Trato-os como a qualquer doente e estou-me nas tintas se são isto ou aquilo... Não vou tratar mal uma pessoa porque é homossexual, mas não aceito promovê-la. Se me perguntam se é correto? Acho que não. É uma anomalia, é um desvio da personalidade. Como os sadomasoquistas ou as pessoas que se mutilam”.

 

Médico, Gentil Martins

 

 

Pelos vistos há uma serie de gente ligada à saúde que quer processar o médico Gentil Martins por estas declarações que proferiu numa entrevista. 

 

A mim parece-me, e volto a escrever, parece-me que mais valia irem visitar uns asilos, vulgo residências seniores, lares de terceira idade, o que lhes quiserem chamar, e aí depois poderiam voltar a pensar se realmente valeria a pena processarem este homem, ou se deveriam relevar. Mas isto digo eu, façam o que quiserem, inclusive psiquiatras. 

 

 

Alice Alfazema

1 comentário

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.