Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Alice Alfazema

Recortes do quotidiano: do meu, do teu, do seu, e dos outros.

Alice Alfazema

Recortes do quotidiano: do meu, do teu, do seu, e dos outros.

A ver o mar...

27.07.16, Alice Alfazema

Branquinha, como cal, sacode-se pela areia no seu biquíni cor de rosa choque. Cuecas um numero abaixo. Enfiadas entre as margens das badanas. Óculos de sol, redondos e gigantes, pretos. Leva a mão ao chapéu de palha, que trás na cabeça, um enorme laço castanho adorna o magnifico chapéu que parece flutuar com as abas ao vento. A cintura vai e vem, quase deslocando alguma vértebra na zona lombar. Pisa a água devagarinho, levanta um joelhinho com cuidado, depois o outro, anda até a água lhe ficar pela anca, volta-se e acena com delicadeza ao amorzinho. Volta-se outra vez e segura novamente no chapéu, abas ao vento. O sal do oceano aflora-lhe a pele delicada. Aliviou-se. Caminha, então para a margem, pois sabe que a toalha a espera, desesperada naquela areia quente.

 

 

Alice Alfazema

1 comentário

Comentar post