Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Alice Alfazema

Recortes do quotidiano: do meu, do teu, do seu, e dos outros.

Alice Alfazema

Recortes do quotidiano: do meu, do teu, do seu, e dos outros.

"A Saúde Mental é um Direito Universal"

2023

10
Out23

Celebra-se hoje, 10 de Outubro, o Dia Mundial da Saúde Mental. Francisco Miranda Rodrigues, bastonário da Ordem dos Psicólogos Portugueses dirigiu uma carta a 6 ministros com 10 propostas para uma melhor saúde mental dos portugueses.

Pode aceder à carta completa clique aqui.

Qual o Custo do Stresse e dos Problemas de Saúde Psicológica no Trabalho, em Portugal?

Simulador para empresas, CUSTO DA PERDA DE PRODUTIVIDADE.

 

O texto que se segue foi retirado daqui:SAUDEMENTAL.PT, podem consultar clicando, estes que retirei são apenas excertos que servem para inicio de pesquisa.

O que é a saúde mental?

Segundo a Organização Mundial de Saúde (2014) a saúde mental não é a simples ausência de doença, mas sim um estado de bem-estar em que cada indivíduo realiza seu próprio potencial, consegue lidar com os desafios normais da vida, consegue trabalhar de forma produtiva e frutífera e é capaz de contribuir para a sua comunidade.

O que é o bem estar? 

Bem estar pode ser definido como um estado físico, social e mental positivo. Bem estar psicológico inclui factores como a capacidade de desenvolver o seu potencial, trabalhar com produtividade e criatividade, construir relações fortes e positivas com outros e contribuir para a sua comunidade. Inclui também sentimentos de satisfação, optimismo, auto-estima e de viver com significado.

 

Como podemos contribuir para o aumento do nosso bem estar?

  • Alimentação

A alimentação tem particular importância para o bem-estar físico e é conhecida a influência na prevenção de doenças crónicas, como doenças cardiovasculares, oncológicas, inflamatórias,  obesidade e  diabetes.  

  • Autoajuda

Existe uma base científica para a complementaridade entre a ida ao médico e/ou psicólogo e a práticas acessíveis a todos, nomeadamente de autoajuda, relaxamento, exercício  e higiene do sono, que podem proporcionar uma melhor qualidade de vida. Cada pessoa deve escolher as práticas com que mais se identificam e na dúvida procurar esclarecimento junto do seu médico/psicólogo e/ou profissional de saúde da sua confiança.

  • Exercício

O exercício físico é fundamental. A falta de atividade física é um fator de risco importante para o desenvolvimento de várias doenças. Contudo, a atividade física faz muito mais do que ajudar a evitar patologias- aumenta a qualidade de vida e fortalece a nossa saúde.  Estima-se que 1 em cada 4 adultos não sejam suficientemente ativos.

 

  • Meditação/Mindfulness

Pode dizer-se que a meditação está na moda e faz bem à saúde, podendo ser feita por qualquer pessoa, preferencialmente adaptada às suas necessidades, problemas de saúde e gostos pessoais. Existem vários tipos de meditação, entre eles o Yoga e o Mindfulness. Este último tem sido muito falado na atualidade e utilizado em várias áreas da medicina. A meditação pode ser considerada uma forma de autoajuda.

 

  • Exercite o seu cérebro

“A função faz o órgão”, a melhor forma de treinar o seu cérebro é exercitando-o.

  • Ensine-lhe algo de novo. A novidade estimula, reforça e cria novos circuitos cerebrais. Aprenda uma língua, toque um instrumento, faça um exercício diferente, cozinhe.
  • Desafie-o. Dê-lhe atenção, concentração e graus de dificuldade crescente. Palavras cruzadas, sudoku, jogos de tabuleiro. Não vá sempre pelo mesmo caminho.
  • Recompense-o. Com atividades que lhe dão prazer, satisfação, escolhidas por si e a seu gosto.

 

  • Relaxamento

Os exercícios de relaxamento são úteis para aliviar ou melhorar problemas muito diferentes entre eles, como por exemplo: a ansiedade, o stress, a dor, a insónia, entre outros. Está provado que melhoram a qualidade de vida das pessoas que os praticam. Podem ser considerados uma forma de autoajuda.

 

  • O  sono

O sono tem uma função muito importante no funcionamento do nosso organismo. Atualmente a teoria mais aceite sobre a função do sono explica que o sono permite mudanças na estrutura e organização cerebral a que se chama plasticidade cerebral. É conhecido o papel do sono no desenvolvimento do cérebro dos bebés e das crianças.

 

  • SAÚDE MENTAL NO TRABALHO: PARA O TRABALHADOR E PARA A EMPRESA

Os problemas de saúde mental, como a depressão e a ansiedade, têm um impacto negativo e significativo a nível individual e em particular no plano profissional, explicando grande parte da redução da produtividade e do absentismo laboral. Considerando esta realidade, a Ordem dos Psicólogos Portugueses estima que, em Portugal, dois em cada dez trabalhadores apresentam vulnerabilidades em termos de saúde mental, pelo que se torna de extrema relevância o rastreio, avaliação e acompanhamento destas questões no âmbito do trabalho.

 

Como pedir ajuda?

Contactos: Recursos

Consulte o mapa interativo.

 

Capturar.PNG 

 

 

3 comentários

Comentar post