Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Alice Alfazema

Recortes do quotidiano: do meu, do teu, do seu, e dos outros.

Alice Alfazema

Recortes do quotidiano: do meu, do teu, do seu, e dos outros.

A luz

06.08.17, Alice Alfazema

 

Ilustração Shorai-san

 

 

 

Contrariamente ao que muitos imaginam, a espiritualidade não se limita aos chamados exercícios espirituais: a meditação, a oração... Na realidade, qualquer atividade da vida quotidiana pode ser espiritualizada se se souber introduzir nela um elemento divino. E, infelizmente, a oração, a meditação ou qualquer outra atividade dita "espiritual" pode tornar-se extremamente prosaica se não for animada, se não estiver apoiada, por uma ideia sublime, por um ideal superior.
A espiritualidade não consiste em negligenciar ou menosprezar o mundo material, mas sim em esforçar-se sempre por agir com a luz e para a luz. A espiritualidade é sabermos utilizar qualquer atividade, mesmo a mais vulgar, a mais prosaica, para nos elevarmos, nos harmonizarmos e nos ligarmos a Deus.

 

 

 Omraam Mikhael Aivanhov 

4 comentários

Comentar post