Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Alice Alfazema

Recortes do quotidiano: do meu, do teu, do seu, e dos outros.

Alice Alfazema

Recortes do quotidiano: do meu, do teu, do seu, e dos outros.

À espera

16.03.20, Alice Alfazema

tempestade.jpg

 

Ilustração Celene Petrulak

 

Há uma tempestade acima de nós, no entanto o sol continua a brilhar. Levamos então as nuvens brancas e fofas ao colo, são sonhos macios e leves. Cuidado! Cuidado! Muito cuidado. O vento sopra com força. Embalemos devagar o dia-a-dia. O silêncio é agora estranho, tal como o silêncio antes de um relâmpago. Surdo, opaco e denso. As ruas estão vazias, como nas tempestades raivosas, onde todos se abrigam à espera da bonança. 

 

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.