Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Alice Alfazema

Recortes do quotidiano: do meu, do teu, do seu, e dos outros.

Alice Alfazema

Recortes do quotidiano: do meu, do teu, do seu, e dos outros.

Namorar

14.02.17, Alice Alfazema
  Ilustração Leandro Lamas   Quem ousará dizer que ele é só alma? Quem não sente no corpo a alma expandir-se até desabrochar em puro grito de orgasmo, num instante de infinito? O corpo noutro corpo entrelaçado, fundido, dissolvido, volta à origem dos seres, que Platão viu completados: é um, perfeito em dois; são dois em um.          Carlos Drummond de Andrade, in O Amor Natural     Alice Alfazema

Frouxidão

18.09.16, Alice Alfazema
  Ilustração  Francine Van Hove     A frouxidão no amor é uma ofensa, Ofensa que se eleva a grau supremo; Paixão requer paixão, fervor e extremo; Com extremo e fervor se recompensa.     Poema de Manuel Maria Barbosa du Bocage     Alice Alfazema  

Olhar

28.08.16, Alice Alfazema
  Ilustração Océane Meklemberg     As mais lindas palavras de amor são ditas no silêncio de um olhar.     Leonardo da Vinci     Alice Alfazema