Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Alice Alfazema

Recortes do quotidiano: do meu, do teu, do seu, e dos outros.

Alice Alfazema

Recortes do quotidiano: do meu, do teu, do seu, e dos outros.

Conversas da escola - Aiiiiiiiiiiiiiiiii...pão com manteiga

06.07.17, Alice Alfazema
Um miúdo de doze anos aproxima-se do balcão do bar e suspira profundamente. - Aiiiiiiii...aiiiiiii...aiiiiiii... - Então o que se passa? - Estou a precisar de um chá...aiiiiiiiiiiiiiiiiiiii... - Estás doente? - Sim dói-me um pouco a barriga...aiiii... - Males de amor? - Sim...aiiii...estou apaixonado, porque é que me fui apaixonar?... - Mas isso é bom... - Era bom se ela gostasse de mim, mas tenho outro problema...aiiiiiiii... - Qual é o problema? - Aiiiiiiiiiiiiiiii...é o beijo... (...)

Cocktail

28.07.16, Alice Alfazema
  Ilustração  René Magrit     Vai longe, na serra alta. A nuvem que nela toca... Dá-me aquilo que me falta -  Os beijos da tua boca.     Fernando Pessoa     Alice Alfazema  

Beijos

26.01.16, Alice Alfazema
  O caminho da vida pode ser o da liberdade e o da beleza,     porém nos extraviamos.     A cobiça envenenou a alma dos homens, levantou inúmeras muralhas do ódio,     e tem nos feito marchar a passos de ganso para a miséria e morticínios. Criamos a época da velocidade, mas nos sentimos enclausurados dentro dela.       A máquina, que produz abundância, tem nos deixado em penúria.     Nossos conhecimentos fizeram-nos céticos; nossa inteligência, empedernidos e (...)