Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Alice Alfazema

Recortes do quotidiano: do meu, do teu, do seu, e dos outros.

Alice Alfazema

Recortes do quotidiano: do meu, do teu, do seu, e dos outros.

Micro contos - Um bafo quente começado com A

04.08.18, Alice Alfazema
Pela manhã vou até ao café cá do bairro comprar umas carcaças para o pequeno almoço, são estaladiças e deliciosas. Entro no estabelecimento e está um fresquinho bom, têm o ar condicionado ligado, lá fora o dia  começa a apresentar-se infernal. Aprecio a decoração e os clientes. Está tudo a mastigar e a conversar animadamente de umas mesas para as outras. Alguém pergunta: então onde é que ela está? Respondem: no Algarve. Ouve-se então um eco: E pá, então vai passar (...)

Micro contos - Ferrugem acutilante

30.06.18, Alice Alfazema
  Ilustração Anna Paolini     Aquela sensação era pior que ferrugem, minava-a devagarinho, deixando-a com rugas amargas no rosto. Olhou-se no espelho e viu que os cantos da boca estavam virados para baixo. No coração  invadia-lhe um sentimento de ciúme. Queria ser a preferida.      Alice Alfazema

Micro contos - O lado prático

29.06.18, Alice Alfazema
  Era uma vez um menino que gostava de inventar, experimentar emoções e sentir o lado prático da vida.        E uma menina que gostava de brincar com a sombra e ver os reflexos na água.     Um dia cresceram e esqueceram-se da infância e do lado prático da vida.           Passaram então a caminhar sem parar, dia após dia. Começaram a chamar lamechas às emoções. Com o tempo foram  perseguidos pelas sombras e ficaram perdidos nos seus reflexos.              (...)

Micro contos - A vida numa bancada

17.06.18, Alice Alfazema
  A vida é assim, uma mistura de tudo. Há sempre gente surpreendida e gente que se vê perante opções de que já ouviu falar, daquelas que são dos outros. Acabamos todos em repetições.        Alice Alfazema