Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Alice Alfazema

Recortes do quotidiano: do meu, do teu, do seu, e dos outros.

Alice Alfazema

Recortes do quotidiano: do meu, do teu, do seu, e dos outros.

Uma pergunta por dia: O quotidiano deixou de ter importância?

12.10.13, Alice Alfazema

O hoje já não conta
O amanhã também não
O homem é uma afronta
O que conta é a escravidão

A trabalhar pr’a comer
A correr no dia a dia
A ver o mês a crescer
A conta afinal vencia

E virá o desemprego
E mais os cortes sem fim
E a estratégia funcionou

Em tempo de desassossego
Queremos escravos assim
Que não digam eu não vou.


Poeta Zarolho




Uma pergunta por dia até ao final do ano, quem quiser responder esteja à vontade.



Alice Alfazema

4 comentários

Comentar post