Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Alice Alfazema

Recortes do quotidiano: do meu, do teu, do seu, e dos outros.

Alice Alfazema

Recortes do quotidiano: do meu, do teu, do seu, e dos outros.

Uma pergunta por dia: De onde vem os sonhos?

07.09.13, Alice Alfazema

 

Peguei nas tábuas que tinha apanhado no entulho daquela casa vazia. Fui buscar os pregos que estavam escondidos no armário da cozinha. Pedi emprestado ao tio João o martelo e pus mãos à obra. Fiz um desenho no chão, as rodas, o volante...Preguei aqueles pregos com toda a minha força. A minha energia ficou naquelas tábuas. Alguns ficaram tortos, não faz mal. Pintei as rodas de preto e branco. Deixei secar. Já falta pouco para a poder experimentar. Está linda. Vou descansar um pouquinho à sombra e beber água. 

 

Já está seca a tinta. Montei a minha bicicleta e fiz dela meu cavalo de sonhos. Andei ladeira abaixo, senti asas crescerem nas minhas costas e abri os braços. O vento passou pela minha cara e senti o meu coração bater mais depressa, tão depressa como os corações dos passarinhos. Lá em baixo estavam os meus amigos. mostrei-lhes a minha bicicleta, todos me elogiaram, alguns deram-me abraços e eu deixei eles darem uma voltinha, mas só uma, porque eu queria voar de novo. Mas esse é um segredo só meu.

 

Fotografia Vozes de Nós 

 

Uma pergunta por dia até ao final do ano, quem quiser responder esteja à vontade.

 

 

Alice Alfazema 

2 comentários

  • Imagem de perfil

    Alice Alfazema

    14.09.13

    Gosto muito de contos, quando era pequena a minha mãe contava-me muitos, não daqueles escritos nos livros, mas inventados por ela e ao sabor da minha curiosidade.

    Um abraço,

  • Comentar:

    Mais

    Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

    Este blog tem comentários moderados.