Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Alice Alfazema

Recortes do quotidiano: do meu, do teu, do seu, e dos outros.

Alice Alfazema

Recortes do quotidiano: do meu, do teu, do seu, e dos outros.

Tomada de consciência

14
Jun13

 

Ainda há gente que não desiste, que não se arrasta na esperança e carrega ela consigo. É desta gente que o mundo precisa, é desta gente que não se fala, é desta gente que vem estas histórias. Em vez do gás lacrimogéneo, o som do piano enchia a praçaQue a praça seja longe, que as gentes sejam outras, a esperança é sempre a mesma. Que as emoções sejam diferentes, que os valores sejam outros, a vida é feita cá e lá deles. Talvez, cheguemos tarde demais à compreensão da tomada de consciência, ou seja, apenas, quando doer. 

 

Alice Alfazema

4 comentários

Comentar post