Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Alice Alfazema

Recortes do quotidiano: do meu, do teu, do seu, e dos outros.

Alice Alfazema

Recortes do quotidiano: do meu, do teu, do seu, e dos outros.

Silêncio

02.05.13, Alice Alfazema

 

 

De noite sentava-me ao piano

e às vezes improvisava o terror

das tempestades sem trovões nem vento.

 

Com pena de não poder inventar outro instrumento

que com rigor,

descesse até ao som mais fundo do silêncio.

 



José Gomes Ferreira, Poesia VI





Alice Alfazema

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.