Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Alice Alfazema

Recortes do quotidiano: do meu, do teu, do seu, e dos outros.

Alice Alfazema

Recortes do quotidiano: do meu, do teu, do seu, e dos outros.

Perguntas

23.04.13, Alice Alfazema

 

De que cor são as coisas banais? De que cor é o quotidiano? A amizade? Ou o amor? Qual a cor do medo? Da justiça? Da fome? Da guerra? Ou da Paz? Haverá razões que têm cor? Haverá momentos a sós?



O sonho é ver as formas invisíveis 

Da distância imprecisa, e, com sensíveis

Movimentos da esperança e da vontade,

Buscar na linha fria do horizonte

A árvore, a praia, a flor, a ave, a fonte -

Os beijos merecidos da Verdade.

 

Fernando Pessoa

 

 

Alice Alfazema