Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Alice Alfazema

Recortes do quotidiano: do meu, do teu, do seu, e dos outros.

Alice Alfazema

Recortes do quotidiano: do meu, do teu, do seu, e dos outros.

Natureza das coisas

22.09.10, Alice Alfazema

Vazia e calma e livre de si

É a natureza das coisas.

Nenhum ser individual

Na realidade existe.

 

 

Não há fim nem princípio,

Nem  meio.

Tudo é ilusão,

Como numa visão ou num sonho.

 

 

Todos os seres do mundo

Estão para além do mundo das palavras.

A sua natureza última, pura e verdadeira,

É como a infinidade do espaço.

 

Buda

 

 

 

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.