Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Alice Alfazema

Recortes do quotidiano: do meu, do teu, do seu, e dos outros.

Alice Alfazema

Recortes do quotidiano: do meu, do teu, do seu, e dos outros.

Um pouco de amor

08.09.10, Alice Alfazema

Não há  dificuldade que um pouco de amor não conquiste.

Não há doença que um pouco de amor não cure.

Não há porta que um pouco de amor não abra.

Nem há abismo sobre o qual um pouco de amor não lance uma ponte.

Não há parede que um pouco de amor não deite abaixo.

Nem há pecado que um pouco de amor não redima.

Pouco importa a profundidade do problema, ou quão desesperada seja a perspectiva.

Por maior que seja a confusão ou o erro.

A realização suficiente do amor dissipará tudo isso.

Você seria a pessoa mais feliz do mundo e mais poderosa, se pudesse amar um pouco apenas.

 

Emmet Fox

 

 

Quanto mais pessoas conheço (e são muitas), mais chego à conclusão que as necessidades básicas da vida são as mais importantes, e aqueles que se afastam delas são desenraizados de físico e mente o que lhes origina grande sofrimento.

Não corte as suas raízes, elas são necessárias ao seu equilíbrio.

 

Alice A.

 

 

2 comentários

Comentar post