Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Alice Alfazema

Recortes do quotidiano: do meu, do teu, do seu, e dos outros.

Alice Alfazema

Recortes do quotidiano: do meu, do teu, do seu, e dos outros.

Océans

20.06.12, Alice Alfazema

 

Si les océans étaient de l'encre, je n'en aurais pas assez pour t'écrire combien je t'aime!

 

Jérémie Menard

 

Não há nada que se compare àquela primeira paixão, ao lado inocente da nada saber e pensar que tudo se sabe. O inocente sal, que leva as ondas dos oceanos. Que saudades de um banho regenerador, de sentir a força da corrente e, o calor Sol queimando a pele de sabor a sal. Tudo isto colorido pelos mais diversos tons de azul e de verde. O som das vagas. A leveza da sensação dum banho elaborado nestes tons, na sensação molhada do sulco da areia. Que inveja das gaivotas!

 

 

Alice Alfazema