Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Alice Alfazema

Recortes do quotidiano: do meu, do teu, do seu, e dos outros.

Alice Alfazema

Recortes do quotidiano: do meu, do teu, do seu, e dos outros.

Atentado ambiental no rio Sado - Ou andamos todos a ver navios?

29.09.18, Alice Alfazema

rio sado.jpg

 

Uma empresa criada pela ministra Ana Paula Vitorino em 2011, quando era deputada (PS), fez dois contratos por ajuste direto com a Câmara Municipal de Vila Real de Santo António, com os quais faturou mais de 50 mil euros com um estudo inacabado e um outro relatório copiado do primeiro.

 

...

 

Ruben Eiras de, durante os dois anos em que "foi assessor da ministra do Mar, Ana Paula Vitorino, entre janeiro de 2016 e janeiro de 2018", ter acumulado "simultaneamente as funções de assessor da ministra que tratava dos assuntos da Galp e gestor da Galp".

 

...

 

Por decisão do Tribunal Administrativo e Fiscal de Almada foi indeferida a pretensão do Clube da Arrábida para decretamento provisório de medidas cautelares que suspendessem a DIA (Declaração de Impacte Ambiental), os atos de licenciamento da APA (Agência Portuguesa do Ambiente) e o contrato para a execução dos trabalhos da empreitada de ‘Melhoria da Acessibilidade Marítima ao Porto de Setúbal, assegura um comunicado da APSS – Administração dos Portos de Setúbal e de Sesimbra.

 

...

 

O Clube da Arrábida, uma associação sem fins lucrativos que tem cerca de 350 associados entre moradores, comerciantes e utilizadores habituais das praias da Arrábida, considera que as dragagens para a retirada de cerca de 6,5 milhões de metros cúbicos de areia do fundo do estuário do Sado "poderá ter muitos impactos negativos".

 

Em comunicado, o Clube da Arrábida salienta ainda que, "de acordo com a própria declaração de impacto ambiental, emitida pela Agência Portuguesa do Ambiente, esta intervenção, entre outros impactos negativos, poderá causar o afastamento dos golfinhos roazes do Sado, pôr em causa a sobrevivência das pradarias de ervas-marinhas, verdadeiro berçário de várias populações marinhas do rio Sado e desassorear completamente as praias e bancos de areia da Arrábida, afetando diretamente a qualidade de vida de centenas de famílias, para além do impacto ao nível das populações que dependem da pesca no rio para o seu sustento", mas que, apesar disso, aprovou a obra com o fundamento de que "os benefícios económicos da mesma para o Porto de Setúbal superam os impactos ambientais que irão causar".

 

 

O presidente da associação ZERO, Francisco Ferreira, partilha das preocupações expressas pelo Clube da Arrábida e considera que "o projeto em causa tem um risco demasiado elevado e inaceitável para a sustentabilidade de um dos mais importantes estuários do país, o Estuário do Sado classificado como Reserva Natural, bem como para o Parque Natural da Arrábida".

 

"Os prejuízos para a morfologia das praias, a interferência causada a um dos mais produtivos ecossistemas à escala mundial como são os estuários, entre outros aspetos, deve-nos, a bem do princípio da precaução e acima de tudo tendo em conta os próprios impactes irreversíveis identificados no estudo de impacte ambiental e associados ao projeto, devem fazer recuar a decisão de avançar", afirma Francisco Ferreira.

 

...

 

O projecto de Melhoria dos Acessos Marítimos ao Porto de Setúbal conta com o co-financiamento do COMPETE 2020, tendo como objectivo «adaptar o acesso marítimo aos principais terminais de movimentação de mercadorias do porto de Setúbal ao aumento da procura de tráfego contentorizado, tendo em conta a evolução qualitativa e quantitativa dos navios e suas exigências em termos de segurança e desempenho operacional». Através de dragagens de aprofundamento nos canais de navegação, o projecto permitirá «a entrada de navios de maiores dimensões, tecnologicamente mais eficientes e integrados em linhas regulares».

 

Conversas da escola - As senhoras do bar

25.09.18, Alice Alfazema

Como sabem estamos no início do ano lectivo e existem muitos meninos que vieram da escola primária, a maioria já tem dez anos de idade, uma década de vida! Alguns são extrovertidos outros envergonhados. Todos estão a experimentar um novo espaço, onde conhecem novas pessoas e outras rotinas. Uma escola de 2ºciclo é bastante diferente da uma escola primária, aqui há mais espaço, há outras valências, há que tornar-se autónomo, estar atento à campainha, aos trocos, comprar a senha do almoço, é um mundo novo e desconhecido para a maioria.

 

Sabemos no entanto que ao longo da primeira semana a maioria já se integrou, sabemos disso pela intensidade dos gritos e dos curativos, as filas na papelaria tornam-se maiores e as vendas no estabelecimento de comes e bebes disparam.

 

Nós adultos que trabalhamos neste espaço, estamos lá para manter o equilíbrio neste ecossistema de crianças, pré-adolescentes e adolescentes. Como devem entender é um trabalho árduo e resiliente. Para se ter uma leve noção disso basta multiplicar o número de filhos por trinta e tentar criar o foco de como seria a situação. Fácil não é?

 

Há ainda, a sensação de que uma criança não mente. É mentira! Eles mentem e muito, são autênticas máquinas de mentiras e dramas. 

 

Então como se gerem estas situações no nosso dia a dia? Com humor. O humor aproxima as pessoas e descontrai, obriga-as a pensar e a reagir. É importante perceber a dinâmica de uma piada e a sua mensagem. Vou-vos apresentar um exemplo:

 

A fila está cheia de gente miúda, grande parte vem pela primeira vez àquele espaço, têm os olhos em baixo e perguntam a medo:

 

- Tem sandes de queijo?

- Temos, e temos também de lagartixa frita...

 

Perceberam? A malta descontrai-se e vai perdendo a vergonha.

 

Mas há a outra versão - a do drama.

 

Assim, fiquei hoje a saber que uma Mãe dirigiu-se à escola a fim de falar com a Srª Directora para efectuar uma queixa contra as senhoras do bar. Porque as senhoras gozam com os meninos do 5ºano, "eles são muito pequeninos e não podem ser gozados".

 

Conclusão: vamos ter de mudar o cardápio, já não fazemos as lagartixas fritas, vamos fazê-las ao vapor que ficam menos caloricas. 

 

 

 

 

Pergamóide

25.09.18, Alice Alfazema

Ilustração  Jane Ray

 

 

Remendos de estrelas
passajadas no espaço
reconstroem todo o céu.

 

Mãe:
E se não houvesse estrelas
se o teu ventre me não gerasse
e se o céu em vez de infinito
fosse de pergamóide azul?

 

 

Que espécie de poesia, mãe
faria um poeta que não renuncia
exatamente como eu
à cor com que nasceu?

 

 

 

 


José Craveirinha

Pág. 1/6