Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Alice Alfazema

Recortes do quotidiano: do meu, do teu, do seu, e dos outros.

Alice Alfazema

Recortes do quotidiano: do meu, do teu, do seu, e dos outros.

Porque há tanta gente preocupada com moda, culinária e futebol e tão pouca gente preocupada com a realidade

Maio 23, 2018

Alice Alfazema

Ilustração  Claudia Tremblay

 

 

Multipliquei-me para me sentir,

Para me sentir, precisei sentir tudo,

Transbordei, não fiz senão extravasar-me,

Despi-me entreguei-me.

E há em cada canto da minha alma um altar a um deus diferente.

 

 

 

 

Álvaro de Campos

Dia Mundial das Abelhas

Maio 20, 2018

Alice Alfazema

 

Fotografia Bri Curtis

 

20 de maio dia mundial das abelhas! Por outra vez, foi definido no ano passado. O dia 20 de maio foi eleito para o dia anual, pois coincide com a data do nascimento de Anton Janša, que no século XVIII foi pioneiro nas técnicas modernas de apicultura no seu país natal, a Eslovénia.

Qual é a importância das abelhas?

" as abelhas são indispensáveis para a polinização das plantas. O desaparecimento e o extermínio das abelhas estão a aumentar. O avanço da industrialização ou o uso de tóxicos são apenas algumas das razões pelas quais contamos com menos destes insetos no planeta todos os dias.

De acordo com as mais recentes estatísticas da Greenpeace, nos Estados Unidos, os desaparecimentos de abelhas chegaram a 42 % entre abril de 2014 e abril de 2015., mas porque é que as abelhas são importantes? Esses insetos, que são uma evolução das vespas, são os agentes polinizadores mais relevantes do ecossistema."a contribuição principal das abelhas sobre a face da terra é a polinização, são o agente polinizador por excelência", especificou o agrónomo. Jaime Soto ao meu porto rico verde.

A polinização é a troca de pólen entre as flores e seu principal motivo é conseguir a reprodução de qualquer tipo de semente e de frutas, processo fundamental para a manutenção da vida sobre a terra. Conforme explicou Soto, em cada 10 coisas que comemos, pelo menos cinco tiveram ação direta das abelhas em um 75 ou 80 %. Isto quer dizer que " sem abelhas não há polinização e sem polinização não há Comida ".

Tal como as abelhas, existem outros agentes polinizadores como as vespas, as borboletas e outros insectos. Além disso, entre o grupo das aves também se encontram aves que se destacam como agentes polinizadores, como os beija-Flores. Por seu lado, os mamíferos juntam-se à lista dos animais que podem transportar o pólen. São os voadores, como os morcegos, ou os roedores, como os marsupiais australianos, os que se destacam neste papel natural."

 

 

 

Texto e fotografia retirados da página  Vivero Comunitario Ciudad Universitaria - Viccu

 

Conversas da escola - Despacha-te

Maio 19, 2018

Alice Alfazema

Está calor e é tempo de saborearmos um geladinho, mas - por vezes existe um mas - temos um horário rígido para a venda de gelados, só os vendemos a partir das quatorze e trinta. No entanto, a partir das duas da tarde já a malta anda de roda do balcão para ver se cai alguma coisita:

 

 

- Ó Contina a que horas é que se pode comprar gelados? 

- Vá lá! Está quase na hora.

- Mas porque é que tem de ser a essa hora?

- É só hoje. Vá lá...

 

E por aí a diante. Não adianta explicar porque insistem em contornar a coisa. Assim, adoptou-se outro sistema:

 

- Ainda não há gelados porque a arca tem uma tranca que só abre às 14:30h.

está programada para isso?

- Está, por isso não podemos fazer nada.

- E como é que ela destranca? Faz barulho? 

- Sim, é com o Despacito. (nesta parte canto um bocadinho da música)

 

Ironia das ironias, aproxima-se a hora, chega uma miúda ao balcão e pede um gelado, na t-shirt branca que tem vestida trás escrito em letras pretas e grandes: Des - pa - cito.

 

- Estão a ver?! Já está na hora!

Digo eu apontando para a t-shirt da rapariga.

 

 

 

Despacha-te queremos comer gelado!

 

 

O que veio a mim...

Maio 18, 2018

Alice Alfazema

 

 

Não morrerei uma vida não vivida....
Não vou viver com medo de cair ou apanhar fogo.
Eu escolho viver os meus dias, para permitir que a minha vida me abra, para me fazer menos medo, mais acessível,
Para soltar o meu coração até que se torne uma asa, uma tocha, uma promessa.
Eu escolho arriscar o meu significado;
Viver para que o que me veio a mim como semente vai para o próximo como flor;
E o que me veio a mim como flor,
Vai para a fruta.

 

velho markov

 

 

 

 

Ilustrações de Mariela de La Paz

 

Pág. 1/5

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Sigam-me

O meu cão é um amor

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2014
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2013
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2012
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2011
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2010
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D