Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Alice Alfazema

Recortes do quotidiano: do meu, do teu, do seu, e dos outros.

Alice Alfazema

Recortes do quotidiano: do meu, do teu, do seu, e dos outros.

Já sufragias-te hoje?

24.01.16, Alice Alfazema

 

 

Hoje é dia de eleições presidenciais. Até ao meio-dia apenas pouco mais de 15% da população tinha votado. Estamos pois perante uma sociedade que privilegia o sentido de direito e deixa para trás o sentido de dever. Como se pode mudar esta sociedade? Através dos direitos? Através dos deveres? Ou pondo os direitos e deveres em pé de igualdade? O que faz a sociedade mover-se? A inércia?

 

As pessoas não acreditam. Não acreditem em quê? Naquilo que os outros fazem ou naquilo que fazem?

 

 

 

 

 

Alice Alfazema

Ao longe

23.01.16, Alice Alfazema

 

Ilustração Kei Meguro

 

 

Às vezes tenho medo de esquecer tudo:

a casa onde nasci, o recreio

da escola, essas vozes

que lembram um copo de água

no verão.

 

Jorge Gomes Miranda

 

Às vezes tenho medo de me esquecer que já me ri por tudo e por nada, que já fui menina, que já subi às árvores, que já fui inocente. 

 

Alice Alfazema