Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Alice Alfazema

Recortes do quotidiano: do meu, do teu, do seu, e dos outros.

Alice Alfazema

Recortes do quotidiano: do meu, do teu, do seu, e dos outros.

Murmúrio

02.11.12, Alice Alfazema

 

 

Quando morrer 

poderei repousar 

em qualquer lugar.

De preferência longe da cidade, 

na savana africana,

onde um casal de felinos se deita ao luar,

ao som do murmúrio do vento.

 

 

Joaquina Soares




Alice Alfazema

Puro e simples

01.11.12, Alice Alfazema

 

(...) não existe tal coisa como um facto puro e simples. Todos os factos são desde a sua origem seleccionados de um contexto universal pela actividade da nossa mente. São sempre factos interpretados, sejam eles olhados à parte do seu contexto, por uma abstracção artificial, ou ponderados no seu enquadramento específico. Em qualquer dos casos, transportam os seus próprios horizontes interpretativos internos e externos.

 

Alfred Schütz



Alice Alfazema

Pág. 11/11