Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Alice Alfazema

Recortes do quotidiano: do meu, do teu, do seu, e dos outros.

Alice Alfazema

Recortes do quotidiano: do meu, do teu, do seu, e dos outros.

Horizonte

26.10.12, Alice Alfazema

 

Não abandoneis os vossos sonhos só porque têm a aparência de irrealizáveis. Apegai-vos, com a maior tenacidade possível, às vossas visões. Não permitais que os aspectos da vida toldem ou diminuam o vosso ideal...Ligai-vos a pessoas que tenham realizado o que tentais fazer, e procurai descobrir o segredo dos seus êxitos.

 

O.S. Marden

 

 

Alice Alfazema

O outro lado da ponte

22.10.12, Alice Alfazema

 

Era uma vez um menino que queria atravessar uma ponte, no entanto o medo impedia-o. Tinha medo de não conseguir chegar ao outro lado, de ter vertigens, do vento, e do ruído das gaivotas. Um dia abraçou o medo e juntos chegaram a meio do caminho, e puseram-se a olhar a paisagem. Viram as gaivotas a planar, sentiram a brisa e o calor do sol, olharam o mundo com outros olhos, arrependeram-se de nunca se terem abraçado antes, pois juntos eram mais audazes. Juraram nunca mais se separar. Assim, o medo e o menino tornaram-se amigos inseparáveis, atravessaram pontes e viram margens que pensavam não existir. E foi assim que conseguiram compreender o outro lado da história. 

 

Célia Ribeiro



Alice Alfazema