Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Alice Alfazema

Recortes do quotidiano: do meu, do teu, do seu, e dos outros.

Alice Alfazema

Recortes do quotidiano: do meu, do teu, do seu, e dos outros.

É urgente inventar alegria

25.07.11, Alice Alfazema

 

 

É urgente o amor.

É urgente um barco no mar.

 

É urgente destruir certas palavras,

ódio, solidão e crueldade,

alguns lamentos,

muitas espadas.

 

É urgente inventar alegria,

multiplicar os beijos, as searas,

é urgente descobrir rosas e rios

e manhãs claras.

 

Cai o silêncio nos ombros e a luz

impura, até doer.

É urgente o amor, é urgente

permanecer.

 

 

Eugénio de Andrade

 

 

É urgente pensarmos nisto...

 

Alice alfazema

 

Amy

24.07.11, Alice Alfazema

 

 

 

 

 

 

 

Há vidas que se resumem a conchas vazias, que há muito estão desabitadas, vagas de energia e de cor. A droga esvazia, retira o brilho e a cor, anula as emoções, as ligações, as amizades, as famílias, os dias, os anos...retira-nos tudo aquilo que conhecíamos, que apreciávamos, que amávamos, ficam, pois, sombras amargas, cinzentas, bolorentas, que invadem os dias, percorrendo as ruas, os caminhos, as casas, os quartos e, os pesadelos daqueles que os amam e que com eles convivem. Exaustos deles não sabem sair, nem forças, nem vontade, nem ternura por eles mesmos, são assim borboletas fugidias que procuram o que não querem, que escolhem o que mais temem e que não conseguem voltar a si, pois se perderam no caminho de volta - a si.

 

 

Alice Alfazema

Amália

23.07.11, Alice Alfazema

 

 

 

 

 

Quero cantar para a lua
Deixem-me cantar na rua
Pois foi da rua que eu vim;
Vim da rua, vim das pedras
Nada sei das vossas regras
Regras não são para mim.

Deixem-me chorar ao vento
Deixem andar meu lamento
Pode ser que chegue ao céu;
Deixem-me o meu pensamento
Que embora seja tormento
Que seja, mas seja meu…

 

 

 

Amália Rodrigues

 

 

Alice Alfazema

A mais bela Igreja

20.07.11, Alice Alfazema

 

 

 

 

Onde o céu é a abobada mais formosa e melhor ornamentada, onde os pássaros cantam e se movem, onde o Sol entra por onde entende sem precisar de janelas, onde as estrelas povoam a noite trazendo a Lua por companhia, onde o espaço não encontra barreiras, esta  é a mais bela igreja.

 

Alice Alfazema