Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Alice Alfazema

Recortes do quotidiano: do meu, do teu, do seu, e dos outros.

Alice Alfazema

Recortes do quotidiano: do meu, do teu, do seu, e dos outros.

Emoção

24.08.10, Alice Alfazema

A emoção é o motor de arranque da vida. Um acontecimento sem emoção não é acontecimento. É apenas a matéria a mexer-se. E a matéria a mexer-se não é nada. Até o vento faz a matéria mexer-se; não é necessária a intervenção do ser humano.

Precisamos do ser humano para dar emoção aos acontecimentos, para dar alma às coisas.

E a emoção que as pessoas colocam nas coisas ou acontecimentos liberta uma energia sem limites. A emoção faz rodar o mundo.

A emoção faz as crianças nascerem, os projectos prosperarem, as distâncias diminuírem e a vida acontecer.

Quais os assuntos que merecem a nossa atenção? Os que suscitam emoção. Estar num evento sem alma é como ser pedra à espera que o tempo passe. Para morrer. Para um dia, talvez, voltar a nascer, com outra conciência. Com outro propósito. Com outra emoção.

O assunto que tens em mãos suscita-te emoção? Que tipo de emoção? Qual a parte de ti próprio que estás a colocar nas coisas?

Faz uma meditação. Fecha os olhos, respira e pergunta: «Que Parte de mim próprio é que estou a colocar neste acontecimento? A mente ou o coração? Está tudo esquematizado ao pormenor, ou tudo começa apenas com uma imensa vontade?»

Se a resposta for a segunda, avança.

 

 

 

in, LUZ pergunte, o Céu responde, Alexandra Solnado