Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Alice Alfazema

Recortes do quotidiano: do meu, do teu, do seu, e dos outros.

Alice Alfazema

Recortes do quotidiano: do meu, do teu, do seu, e dos outros.

2º aniversário

28.03.12, Alice Alfazema

 

Ilustração de Victoria Kirdiy

 

A menina Alice Alfazema faz  hoje dois aninhos, os seus cabelos cresceram e já pôde fazer umas tranças. Está menos tímida que no ano passado. Continua com uma visão sonhadora do mundo e não se importa com as virgulas, com os vocativos, ou outros afins, fora do lugar. Está contente por o contador de visitas ter mais algarismos. Está bem instalada no Sapo, que tem uma cara alegre. Gosta das origens. Gosta do jeito manso das histórias de encantar. Gosta de estar sentada aqui. Gosta do delito de opinião, onde tem aprendido a fazer recortes do quotidiano na sua ronda dos dias. Descobriu que à pau para toda a obra que por vezes até são paus de ferro. Que tem lugar na bancada da nossa fé, não sabe o que há-de fazer, pois nunca assistiu a um jogo de futebol. Descobriu que há outras Alices por aí, que partilham ideias idênticas. Já se viu na pradaria do forte apache, enfim, descobertas de muitos olhares, que voam como mariposas. Apesar dos seus tenros anos já desfrutou de muitas experiencias, neste mundo virtual, mas que tem tanto de partilha. Os meus momentos, os vossos momentos, desde que estamos sentados aqui e aí, até ao teclar, destas letras que agora aparecem, e que podem agora ler, são momentos meus e vossos que se cruzam, e voltam numa partilha de emoções. Um agradecimento especial para aqueles que me oferecem  fotografias e com as quais posso embelezar esta menina pintada de Alfazema. Obrigada, a todos aqueles que me visitam e que partilham comigo estes momentos.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Alice Alfazema

14 comentários

Comentar post