Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Alice Alfazema

Recortes do quotidiano: do meu, do teu, do seu, e dos outros.

Alice Alfazema

Recortes do quotidiano: do meu, do teu, do seu, e dos outros.

Confusão

17.02.12, Alice Alfazema

 

 Foto de Patrícia Cruz

 

Faz-me uma certa confusão, ler tanta coisa sobre a troika, sobre a crise, sobre o desemprego...e ver os artigos estarem apenas ligados à especulação de vendas e mais vendas, de revistas, de jornais, de programas de televisão.

 

Fala-se e fala-se, mas parece-me que ninguém é culpado de nada. É como se o universo tivesse conspirado contra a raça humana, como se não houvesse culpa de ninguém.

 

Os políticos não são culpados, culpados são quem os elegeu, a corrupção não existe o que existe é gente que inveja quem está "bem na vida", o medo é um estado normal, quem não tem medo é um anormal. É fácil compreender um criminoso, o que não se compreende é como é possível sonhar.

 

Faz-me confusão o cérebro ser tão pouco usado para a parte positiva, criticando quem o faz.

 

Faz-me confusão o céu ser tão azul, quando andam por aí pensamentos tão negros.

 

 

PS. Faz-me confusão certos comentários...(o erro já está corrigido, os outros ficam por aí, para alguém ter o que fazer :)

 

 

 

 

Alice Alfazema

3 comentários

  • Imagem de perfil

    Alice Alfazema

    23.02.12

    Olá, Patrícia!
    Sim, e mesmo que os outros nos achem sonhadores, o que nos importa? Nada. Cada sonhador faz a diferença no seu pequeno mundo, e isso é muito importante - é a atitude que move a nossa energia.
    Ficou bonita a fotografia? :)
    Abraço
  • Sem imagem de perfil

    Patrícia Cruz

    24.02.12

    Exacto.
    Ficou lindamente!

    Beijinho :)
  • Comentar:

    Mais

    Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

    Este blog tem comentários moderados.