Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Alice Alfazema

Recortes do quotidiano: do meu, do teu, do seu, e dos outros.

Alice Alfazema

Recortes do quotidiano: do meu, do teu, do seu, e dos outros.

Tacho

09.02.12, Alice Alfazema

 

 

Era uma vez, um tacho, bonito e brilhante, feito do alumínio mais puro e sempre tratado com muito carinho.

Até que um dia...vieram uns comilões e começaram a raspar o tacho, a rapar o tacho, a amolgar o tacho...e assim, o tacho brilhante, que tinha servido para tantas jantaradas formidáveis e gulosas, viu-se abandonado num terreno baldio, que já tinha sido um estado-nação e agora era uma fossa asséptica...o que será feito dos comilões? Para onde irá parar o tacho? Será que alguém ainda consegue voltar a dar brilho ao tacho?

 

 

 

 

Alice Alfazema

6 comentários

Comentar post