Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Alice Alfazema

Recortes do quotidiano: do meu, do teu, do seu, e dos outros.

Alice Alfazema

Recortes do quotidiano: do meu, do teu, do seu, e dos outros.

Querida...

09.08.10, Alice Alfazema

                       ♥

                                              ♥                     

 

 

                                  ♥                                                             ♥

 ♥                                                

Querida...

Querida...mil vezes...

Eu amo-te tanto...que não quero que desapareças...nunca...nunca...

Minha querida montanha de roupa por passar...

Nem o ferro, novo,  me dá razões para acabar contigo!!!

A nossa relação é tão próxima...

Afinal o que nos afasta? A quantidade? A água destilada? O calor? A rotina???

Vejo-te, olhando para mim, todos os dias, tenho ciúmes do ferro de passar, acho-o até repugnante...Não consigo agarrá-lo...Tenho medo que te apaixones por ele e me deixes...

Será que tenho de fazer psicoterapia???

Vou afogar as minhas magoas, num refresco...para te esquecer...                        

Olho-te...uma última vez...♥                                     

Tu não consegues fugir de mim...Será que também me amas?

                   

Alice Alfazema

2 comentários

Comentar post