Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Alice Alfazema

Recortes do quotidiano: do meu, do teu, do seu, e dos outros.

Recortes do quotidiano: do meu, do teu, do seu, e dos outros.

A luz

 

Ilustração Shorai-san

 

 

 

Contrariamente ao que muitos imaginam, a espiritualidade não se limita aos chamados exercícios espirituais: a meditação, a oração... Na realidade, qualquer atividade da vida quotidiana pode ser espiritualizada se se souber introduzir nela um elemento divino. E, infelizmente, a oração, a meditação ou qualquer outra atividade dita "espiritual" pode tornar-se extremamente prosaica se não for animada, se não estiver apoiada, por uma ideia sublime, por um ideal superior.
A espiritualidade não consiste em negligenciar ou menosprezar o mundo material, mas sim em esforçar-se sempre por agir com a luz e para a luz. A espiritualidade é sabermos utilizar qualquer atividade, mesmo a mais vulgar, a mais prosaica, para nos elevarmos, nos harmonizarmos e nos ligarmos a Deus.

 

 

 Omraam Mikhael Aivanhov 

Cabelos ao vento

Não sou nem nem lembro ter sido aquele tipo de indivíduo a quem perspectiva  da morte (própria) amedronte. Hoje, na volta ciclística, alguns dos que por mim passavam apontavam para a cabeça. Admoestação. Não levei capacete. Muitas vezes não levo. Mais cedo ou mais tarde, um dia morrerei, não há capacete que me salve disso. Se morrer mais cedo, dado que não pratico golf nem invisto na bolsa, e sou assalariado, deixo de ser um peso prá economia. Enquanto vivo, e porque já vou nos cinquenta e cinco, de vez em quando apetece-me apanhar vento no cabelo. Não sei (o cabelo) quanto durará, é aproveitar.

 

Do blogue, Âncoras e Nefelibatas

 

 

Alice Alfazema

Perdes o entusiasmo quando sentes que te repetes na vida?

 

Ilustração Egene Koo

 

 

 "mais comummente, o termo repetição evoca a similitude na reprodução da palavra ou do gesto, a esclerose do hábito, 'o mesmo no mesmo'. Ao contrário, a retomada kierkegaardiana no sentido espiritual, existencial, é um segundo começo, uma vida nova, esta nova criatura, reconciliada ('a reconciliação é a retomada sensu eminentori'); é sempre eu, o mesmo, entretanto sempre outro, a cada instante. " (VIALLANEIX, 1990, p.57)

 

 

 

Ilustração Anna Silivonchik

 

 

 

"Alguém vem à análise, o acolhemos sem preconceitos, sem pressupostos, sem saber, sem memória, o acolhemos no início do seu caminho de fala connosco. No entanto, ele veio porque tropeçou no seu caminho, porque há para ele um osso, uma pedra no seu caminho. Nós o convidamos a falar, e o que nos orienta em nossa escuta é que há, no caminho da sua fala, um osso. Antecipamos — talvez seja a única antecipação a que possamos nos permitir — que sua fala vai girar em torno desse osso, em espiral, circunscrevendo cada vez mais perto, até, se posso dizer, esculpir o osso. " (MILLER, 1998, p.39)

 

 

 

Alice Alfazema

O que tens tu de relevante para dizeres a um jovem que está na adolescência ou que acabou de sair dela?

Ilustração  Redmer Hoekstra

 

 

... e não sabia ler nem que os poemas eram escritos...?


Não, não imaginava que os poemas fossem feitos por uma pessoa. Pensava que existiam por si próprios e o que era preciso era estar com muita atenção. 

 

 

A vida também é feita por pessoas, não existe por si própria tens que ser o teu próprio autor, todos os dias. E a vida inclui tudo ao teu redor, não apenas um corpo, mas o que respiras, o que vês, o que sentes, e o que queres deixar depois de desapareceres dessa carne e desses ossos.

 

E tu que dirias?

 

Alice Alfazema

 

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

No cabeçalho, pintura de Hiroe Sasaki.

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D