Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Alice Alfazema

Recortes do quotidiano: do meu, do teu, do seu, e dos outros.

Recortes do quotidiano: do meu, do teu, do seu, e dos outros.

O almoço convívio

Há onze anos atrás fui a um almoço convívio na escola onde trabalho. Foi um almoço realizado no local de trabalho, onde foram convidadas pessoas que tinham trabalhado na escola e que já estavam reformadas. Achei óptimo, promover o convívio entre uns e outros, os que ainda trabalhavam ali, os novos trabalhadores e os antigos. Na hora da homenagem à antiga directora foi-lhe oferecida uma recordação como prova do agradecimento pelos longos anos que ali trabalhou. Então a senhora fez um pequeno discurso onde falou dos velhos tempos e dos colegas de trabalho, dirigiu-se a alguns que estavam presentes e nem por um momento falou dos "auxiliares", ou contínuos, ou lá o que lhes quiserem chamar. Eu fiquei à espera que o fizesse, mas não o fez, achei estranho. No fim do discurso todos bateram palmas. Eu achei estranho. Estes anos decorridos continuo a achar estranho que se não reconheça o trabalho dos auxiliares de educação, vulgarmente chamados de assistentes operacionais. Para muitos somos as pessoas que lavam as sanitas das escolas, para outros somos os que levam os recados, existem também os que pensam que não somos colegas. Felizmente existem alguns que nos acham imprescindíveis, mas o que eu gostaria mesmo é que esta mentalidade feudalista mudasse, mas mudasse de vez! Pode haver quem não se importe, mas eu importo-me. 

 

 

 

Alice Alfazema

A escola é apenas sala de aula?

 

 

 

 

 

 

 

 

Que competências podemos adquirir num recreio? 

 

 

 

 

Qual o motivo de não haver equipas multidisciplinares nas escolas?

 

 

 

 

 

É reconhecido profissionalmente e socialmente o trabalho de equipa entre todos os funcionários que trabalham numa escola?

 

 

Ilustrações  Liuna Virardi

 

 

Alice Alfazema

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

No cabeçalho, pintura de Hiroe Sasaki.

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D