Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Alice Alfazema

Recortes do quotidiano: do meu, do teu, do seu, e dos outros.

Alice Alfazema

Recortes do quotidiano: do meu, do teu, do seu, e dos outros.

Força oceânica

Novembro 18, 2017

Alice Alfazema

 

 

 

Eu não tinha este rosto de hoje,
Assim calmo, assim triste, assim magro,
Nem estes olhos tão vazios,
Nem o lábio amargo.

 

Eu não tinha estas mãos sem força,
Tão paradas e frias e mortas;
Eu não tinha este coração
Que nem se mostra.

 

Eu não dei por esta mudança,
Tão simples, tão certa, tão fácil:
— Em que espelho ficou perdida
a minha face?

 

 

 

 

Tenho fases, como a lua
Fases de andar escondida,
fases de vir para a rua…
Perdição da minha vida!
Perdição da vida minha!
Tenho fases de ser tua,
tenho outras de ser sozinha.

 

Fases que vão e que vêm,
no secreto calendário
que um astrólogo arbitrário
inventou para meu uso.

 

E roda a melancolia
seu interminável fuso!
Não me encontro com ninguém
(tenho fases, como a lua…)
No dia de alguém ser meu
não é dia de eu ser sua…
E, quando chega esse dia,
o outro desapareceu…

 

 

 

O que me encanta é a linha alada
das tuas espáduas, e a curva
que descreves, pássaro da água!

 

É a tua fina, ágil cintura,
e esse adeus da tua garganta
para cemitérios de espuma!

 

É a despedida, que me encanta,
quando te desprendes ao vento,
fiel à queda, rápida e branda

 

E apenas por estar prevendo,
longe, na eternidade da água,
sobreviver teu movimento…

 

 

 

 

Os poemas são de Cecília Meireles e as fotografias de Luke Shadbolt

 

 

 

Alice Alfazema

Precários do Estado, onde, quando e como?

Novembro 15, 2017

Alice Alfazema

Vou-vos aqui dar um exemplo de como é ser precário no Estado com um contrato de trabalho, atenção, vou começar:

 

 

Caracterização do posto de trabalho - Os postos de trabalho a ocupar caracterizam-se pelo exercício de funções correspondentes à categoria de assistente operacional, tal como descrito no Anexo referido no n.º 2 do artigo 88.º da LTFP e de acordo com as atividades inerentes às de auxiliar de ação educativa de acordo com o seguinte perfil de competências:

 

a) Exercer as tarefas de atendimento e encaminhamento dos utilizadores das escolas e controlar as entradas e saídas da escola;

 

b) Prestar informações, utilizar equipamentos de comunicação, incluindo estabelecer ligações telefónicas, receber e transmitir mensagens;

 

c) Providenciar a limpeza, arrumação, conservação e boa utilização das instalações, bem como do material e equipamento didático e informático necessário ao desenvolvimento do processo educativo;

 

d) Exercer atividades de apoio aos serviços de ação social escolar, laboratórios, refeitório, bar e bibliotecas escolares de modo a permitir o seu normal funcionamento;

 

e) Reproduzir documentos com utilização de equipamento próprio, assegurando a sua manutenção e gestão de stocks necessários ao seu funcionamento;

 

f) Participar com os docentes no acompanhamento das crianças e jovens com vista a assegurar um bom ambiente educativo;

 

g) Cooperar nas atividades que visem a segurança de crianças e jovens na escola;

 

h) Prestar apoio e assistência em situações de primeiros socorros e, em caso de necessidade, acompanhar a criança ou o aluno à unidade de prestação de cuidados de saúde;

 

i) Efetuar, no interior e exterior, tarefas de apoio de modo a permitir o normal funcionamento dos serviços.

 

 

Posicionamento remuneratório - O posicionamento remuneratório será efetuado nos termos do artigo 42.º da Lei n.º 82-B/2014, de 31 de dezembro, que foi prorrogado por força do n.º 1 do artigo 19.º da Lei n.º 42/2016, de 28 de dezembro e terá lugar imediatamente após o termo do procedimento concursal comum, correspondendo ao 2.º nível remuneratório da tabela remuneratória única (€ 557,00).

 

 

 

 

 

Estou aqui a pensar qual será o 1º nível remuneratório, aceitam-se esclarecimentos. 

 

a) Quanto ganha um recepcionista que seja ao mesmo tempo um segurança, vigilante e responsável por determinado espaço, não só um espaço físico, mas também responsável pelo que possa acontecer a menores e crianças?

 

b) Quanto ganha uma pessoa que esteja responsável pelo atendimento telefónico, transmita e preste informações que são relevantes para o bom funcionamento da equipa de trabalho?

 

c) Quanto ganha aquela pessoa que limpa, providência a limpeza, arrumação, conservação e boa utilização das instalações, bem como do material e equipamento didáctico e informático necessário ao desenvolvimento do processo educativo?

 

d) Quanto ganha alguém que saiba exercer actividades em variados sítios incluindo, acção social escolar, laboratórios, bar e bibliotecas escolares?

 

f) Quanto ganha quem faz a reprodução de todos os documentos e assegura a manutenção do equipamento e a gestão dos stocks?

 

g) Quanto ganha quem coopera nas actividades que visem a segurança de crianças e jovens na escola?

 

h) Quanto ganha quem presta primeiros socorros, mede a febre, desinfecta feridas, acalma a criança, e acompanha-a se necessário ao hospital?

 

i) Quanto ganha quem é pau para toda a obra, num trabalho que se diz de - não especializado.

 

 

Faltou-me também falar na mediação de conflitos, mas como sabem quando há muitas crianças juntas isso é raro acontecer, talvez por isso não esteja estipulado nas nossas competências. Nem as competência para lidar com alunos com necessidades educativas especiais, ou até saber medir e dar a insulina, ou de como se lida com o autismo, uma de entre outras perturbações do desenvolvimento, que proliferam nas escolas. E assim por último ser precário no Estado também é usufruir deste anedótico salário que pode perdurar no tempo, no meu caso mais de uma década. 

 

 

 

Alice Alfazema

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Coisas do nosso tempo - Assédio moral com requintes de malvadez

Novembro 14, 2017

Alice Alfazema

- Bom dia! Fala a Ó Menina, em que posso ajudar? - diz a Ó Menina com o seu melhor sorriso na voz.

- P'ra começar pode creditar-me o valor desta chamada! Acabei de falar com uma colega sua com pronuncia de preta e que era preta de certeza porque era burra e não me soube explicar. Tive que ligar outra vez, espero que não seja tão burra como ela. 

- Peço desculpa, se existiu algum mal entendido com a chamada anterior no entanto nada terá a ver com a origem da colega. Lamento o preconceito que demonstra e que não posso admitir.

- Mas admitir o quê? A senhora não está aí para admitir nada! Queres ver que a outra era burra e esta tem a mania que é importante... A senhora está aí para ouvir o que eu tenho a dizer e não tem que admitir ou deixar de admitir! E NÃO SE ATREVA A DESLIGAR ESTA CHAMADA! Eu faço queixa de si! OUVIU? Eu faço queixa de si! não se arme em burra também! Eu arranjo a metê-la na rua!

 

 

O homenzinho continuou a chamada toda neste tom, intercalando insultos a mim e à colega que lhe tinha dado a informação que repeti. Não desliguei a chamada porque se o fizesse e ele cumprisse a ameaça de reclamar iria somar um zero ao zero que levei depois o ter feito a um cliente que me insultou três vezes e que tendo recebido a cada insulto um educado aviso de 'lamento mas se não colocar uma questão relacionada com os serviços xpto vou ter que dar a chamada como concluída' se tomou de razões porque à sua reclamação a empresa lhe enviou uma carta desculpando-se pelo meu comportamento e assegurando de que foram tomadas medidas para que a situação não se repetisse, e foram. Nesse mês teria direito a 150 euros de prémio de produtividade, foram-me retirados porque desliguei a chamada a um cliente, aquele cliente. Dois zeros são motivo para despedimento por justa causa. 

 

 

As grandes empresas esquecem-se de proteger os funcionários, colocam o lucro e a aparente satisfação dos clientes à frente da dignidade dos 'colaboradores' e se quem está numa loja ou num quiosque pode ser ajudado pelo colega do lado, por um cliente mais sensível ou em último recurso chamar a policia num call center o operador está só, completamente só e sem ter quem o defenda apesar das chamadas serem gravadas. 

 

 

Texto retirado do blogue Call para as paredes!

 

 

Alice Alfazema

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Sigam-me

O meu cão é um amor

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2014
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2013
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2012
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2011
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2010
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D