Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Alice Alfazema

Recortes do quotidiano: do meu, do teu, do seu, e dos outros.

Alice Alfazema

Recortes do quotidiano: do meu, do teu, do seu, e dos outros.

Conversas da escola - Clube de Teatro/fantoche

Setembro 30, 2017

Alice Alfazema

Um miúdo do 7º ano fundou este ano lectivo um clube de Teatro lá na escola e afixou cartazes a apelar às inscrições, deixo-vos aqui as regras do clube:

 

  • Não gozar com os fantoches
  • Evitar confusões
  • Não falar sem autorização
  • Evitar utilização de telemóveis
  • Trazer um fantoche (não obrigatório)
  • Prestar atenção
  • Não fazer barulho

 

 

* as regras foram inspiradas nalgumas das suas atitudes(ao contrário).

 

 

 

 

 

Alice Alfazema

 

 

 

 

Conversas da escola - Pormenores de um dia de trabalho

Setembro 30, 2017

Alice Alfazema

Uma colega explicou-me o que lhe aconteceu um dia destes:

 

- Sabes eu estava aqui depois do intervalo, tu sabes como isto é movimentado e estou sozinha a fazer tudo...e estava aqui de cabeça baixa, quando chega uma pessoa e eu digo que estou exausta. E a pessoa diz-me: então as férias foram pequenas? Foram normais respondo eu. Mas tem poucas férias? ...Tenho as que é para ter. Estou exausta porque é muito trabalho quando saio daqui nem me sinto. A senhora ainda tem sorte, quando vai para casa não faz mais nada, agora eu ainda tenho testes para corrigir e...Diz-me lá? Achas algum jeito nisto?

 

 

 

Alice Alfazema

Um ar de fantasia

Setembro 28, 2017

Alice Alfazema

 Fotografia Victor Sancho

 

 

Sento-me ao lado das coisas e bordo toda noite a minha vida. Aqueles dias tecidos que tinham um ar de fantasia quando vieram brincar dentro de mim.

 

 

Sophia de Mello B. Andresen 

 

 

 

Obrigada meus amigos blogsféricos por me visitarem e favoritarem, agradeço-vos também pelos comentários que deixam aqui neste espaço e que me fazem reflectir sobre outras maneiras de pensar e de agir, levando-me nalgumas vezes a entrar noutras perspectivas de vida e ainda um grande xi  pela companhia que me fazem aí desse lado do ecran.

 

 

 

Alice Alfazema

Bom dia

Setembro 27, 2017

Alice Alfazema

bbbbb.JPG

 

 

Se as coisas são inatingíveis... ora!
Não é motivo para não querê-las...
Que tristes os caminhos, se não fora
A presença distante das estrelas!

 

 

 

Mário Quintana

 

 

 

 

Alice Alfazema

 

Viajar nas asas do sonho

Setembro 26, 2017

Alice Alfazema

mm.JPG

 

Se a alma tem sonhos e sonhos têm asas

Precisam voar,

Como um pássaro comum ou um albatroz

Depende de nós, soltamos a voz num canto de amor.

 

Se desprender do tempo, ser em qualquer tempo

O que bem quiser,

Demarcar espaços, se perder no espaço

Ofertar abraços, de ternura e fé.

 

Ruflar asas sobre sóis em brasa, se derramar em cascatas,

Beber o verdor das matas,

Descansar sobre os rochedos

Sem medo da imensidão.

Pois quem nasceu pra voar,

Não pode ficar no chão.

 

 

Poema de Jurema Chaves

Alice Alfazema

Pág. 1/6

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Sigam-me

O meu cão é um amor

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2014
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2013
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2012
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2011
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2010
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D