Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Alice Alfazema

Recortes do quotidiano: do meu, do teu, do seu, e dos outros.

Recortes do quotidiano: do meu, do teu, do seu, e dos outros.

Dia da criança-alada

No dia da criança falamos de presentinhos, de comidinhas, de alegrias, de gelados. Falamos disto tudo num só dia, no dia da criança. Falamos dos famosinhos, das festas surpresas, das cores e dos amores. Nos outros dias podemos falar dos meninos famintos, dos discriminados, dos drogados, dos outros, muitos outros...

 

Eis algumas sugestões que tenho para termos um dia da criança durante todos os dias do ano: 

  • redução de horário escolar, porque ser criança não dura a vida inteira e é urgente brincar.
  • redução do horário de trabalho dos pais, porque para uma criança os melhores momentos são aqueles que podem estar junto da família. 
  • fecho das grandes superfícies comerciais ao domingo e sábado à tarde, porque grande parte destes trabalhadores são mulheres e todas as criancinhas gostam de ter a mãe por perto ao fim de semana.
  • menos burocracia na lei da adopção, porque esperar a vida inteira é muito tempo.
  • haja quem se interesse em fazer reportagens sobre como funcionam as instituições que acolhem crianças e jovens em risco.
  • reabilitar os pais das crianças e jovens em risco, porque tratar apenas de um ramo não salva a árvore.

São só meia dúzia de coisinhas. Feliz dia da criança. 

 

 

Alice Alfazema

Moda

Ilustração Carolee S. Clark

 

Já vesti calções curtinhos, macacões, saias aos quadrados, plissadas, coletes com franjas, calças de elástico, sapatos bicudos, sapatos rasos, de cunha, socas, casacos compridos, casacos muito curtos, camiseiros com enchumaço, camiseiros de golas muito grandes, com rendas, sem rendas, calças muito largas, meias de renda, meias de lã, calças às riscas, jardineiras de ganga, blusas de seda, vestidos de seda, blusas de lã, de renda, com bordados, sem bordados, casacos de malha, de fazenda...já sou muito velha. Agora visto o que me dá na real gana. 

 

E isto é tudo o que sei sobre moda.

 

Alice Alfazema

 

 

Uma pergunta por dia: Aprendeu a dar valor à solidariedade...?

espelho.JPG

 

Pergunta e resposta retirada desta entrevista, da revista Visão.

 

Sim. Éramos cinco numa cama. A manta era curta demais e as da ponta tinham frio. Então a mais velha organizou tudo. Todos os dias, uma diferente dormia no meio. A solidariedade não era a partilha de pão, porque não o tínhamos. Eram estas coisas.

Ida Grinspan

 

 Uma pergunta por dia, até ao final do ano, quem quiser responder esteja à vontade.

 

Alice Alfazema

 

Pág. 1/8

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Eu aqui por este mundo acima da Terra

foto do autor

Mensagens

No cabeçalho, pintura de Hiroe Sasaki.

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D