Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Alice Alfazema

Recortes do quotidiano: do meu, do teu, do seu, e dos outros.

Recortes do quotidiano: do meu, do teu, do seu, e dos outros.

Às mães

 

mãe, tenho pena. esperei sempre que entendesses 

as palavras que nunca disse e os gestos que nunca fiz. 
sei hoje que apenas esperei, mãe, e esperar não é suficiente. 

pelas palavras que nunca disse, pelos gestos que me pediste 
tanto e eu nunca fui capaz de fazer, quero pedir-te 
desculpa, mãe, e sei que pedir desculpa não é suficiente. 

às vezes, quero dizer-te tantas coisas que não consigo, 
a fotografia em que estou ao teu colo é a fotografia 
mais bonita que tenho, gosto de quando estás feliz. 

lê isto: mãe, amo-te. 

eu sei e tu sabes que poderei sempre fingir que não 
escrevi estas palavras, sim, mãe, hei-de fingir que 
não escrevi estas palavras, e tu hás-de fingir que não 
as leste, somos assim, mãe, mas eu sei e tu sabes. 

 

José Luís Peixoto, in A Casa, a Escuridão

 

 

Alice Alfazema

Crónica da minha escola

Na minha escola os Dux(s) andam com ar de quem sabe tudo, não se deixam intimidar por miúdos de dez anos, sabem soletrar bem os palavrões e cuspir para o chão, no entanto ainda não atingiram as 24 matrículas. Carregam as mochilas vazias ao longo de todo o santo dia. Durante os intervalos dão chutos na bola, assim como quem não quer a coisa, para ver se atingem alguém. Há momentos de pura risota, por exemplo quanto vão mijar para o chão das casas de banho, e depois de feita a proeza vão-se queixar à funcionária que está tudo sujo. Esta espécie também sabe partir cacifos, persianas e gamar algumas coisitas. Alguns já têm bigode, outros andam a mostrar a cueca, nem sempre limpa. Há ainda outro ponto em comum, comem que se fartam, todo o santíssimo dia é vê-los para trás e para a frente com a magnifica sandocha na mão, por vezes até comem gomas, mas aquilo que gostam mais é de croissant. 

 

Alice Alfazema

Α & Ω

 

Entre o Alfa e o Ómega o som vai e vem trazendo alegrias e tristezas. Ao Sol à Lua, na sombra e na claridade é o sino que toca, é música.

 

Alice Alfazema

Pássaro Azul

 

Fotografia do blogue Arca de Darwin

 

 

Numa análise de conteúdo aos comentários sobre os diversos posts, com relação ao tema Praxe, poderemos ver as razões apresentadas para a continuação da mesma, ou seja:

 

A praxe ensina-te a obedecer. A seres uma pessoa mais humilde, alegre, divertes-te a ouvir e a gritar palavrões, a imitares poses sexuais e a andares de joelhos, a beber a rodos. Aprendes a gostar da dor, e ao fazê-lo vês que consegues ultrapassar obstáculos. Como isto é feito num suposto ensino superior é a maior dádiva que podemos ter e fazer, quem não entende é porque é parvo ou nunca andou numa universidade.

 

Mas a praxe é muito mais que isto, é integração. Aonde? 

 

Após mais de doze anos de escolaridade ainda é necessário integração no ensino? 

 

A fotografia do pássaro azul é para desanuviar que este tema dá-me náuseas. Esta alienação dos valores, esta indiferença pelo mundo, esta inércia pela mudança na nossa sociedade, esta insistência em valorizar a humilhação de outros seres humanos faz-me confusão.

 

Alice Alfazema

Pág. 1/6

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Eu aqui por este mundo acima da Terra

foto do autor

Mensagens

No cabeçalho, pintura de Hiroe Sasaki.

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D