Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Alice Alfazema

Recortes do quotidiano: do meu, do teu, do seu, e dos outros.

Alice Alfazema

Recortes do quotidiano: do meu, do teu, do seu, e dos outros.

Conversas da escola (12)

Setembro 27, 2011

Alice Alfazema

 

Queridos paizinhos:

 

 

- Quando fordes buscar os vossos filhos à escola, lembrai-vos que os filhos dos outros também existem; não se agarrem ao portão da saída, pois ele não sairá do lugar, os vossos filhos não voarão, nem desaparecerão por ficarem mais cinco minutos na escola, pois já lá estiveram o dia todo. Lembrem-se que o melhor exemplo de vida vem dos pais, e tudo que vós fizerdes eles o copiarão, o espelho que vos reflete neles incide.

 

 

 

 

Alice Alfazema

Produtos de Portugal (12)

Setembro 27, 2011

Alice Alfazema

 

 

 

Ainda que a Lusomedicamenta seja recente podemos dizer que já anda “nisto” há muito tempo.

 

Assim, podemos situar os primórdios da empresa em 1949, em Lisboa, com a fundação do Laboratório Medicamenta. Um pequeno laboratório que cedo se tornou grande pois, em 1968, teve mesmo de se mudar para instalações maiores e mais modernas.

 

Mais tarde, em 1988, 39 anos depois do seu surgimento, a Medicamenta foi absorvida pela Cilag – laboratório de origem Suíça pertencente ao gigante Johnson & Johnson. Assim nasceu a Cilag-Medicamenta.

 

Em 1995, a companhia belga Janssen funde-se com a Cilag dando origem à Janssen-Cilag Pharmaceutical. Acreditando no potencial da indústria farmacêutica portuguesa é construído uma nova e moderna unidade em Queluz.

 

Entretanto, no ano de 2004, sete empreendedores empresários portugueses adquirem as instalações da Janssen-Cilag de modo a levar adiante um projecto inovador, numa clara aposta no futuro:

 

 

 

 

Nasce assim a:  Lusomedicamenta

 

 

 

Alice Alfazema

 

Produtos de Portugal (11)

Setembro 25, 2011

Alice Alfazema

 

 

 

 

 

 

 

A empresa ÉLIO Kayaks surgiu em 1979, fruto da grande paixão do seu fundador pela canoagem de competição. Com o objectivo de criar condições para que os atletas pudessem ter acesso a embarcações capazes de garantir uma boa performance, a baixo preço, a empresa iniciou com a produção de kayaks de competição nesse mesmo ano. O compromisso entre a qualidade e o preço é, de resto, a filosofia da empresa ao longo de mais de três décadas de existência.

Inicialmente a empresa vendia sobretudo para o mercado português e para a Galiza mas, com a aposta na tecnologia e design, uma década depois, surgiram as primeiras exportações, primeiro para a Dinamarca, seguida de muitos outros países europeus.

Actualmente a ÉLIO Kayaks exporta para os 5 continentes e conta com representações em 24 países:  Espanha, Polónia, Hungria, Escócia, Suíça, França, Bélgica, Reino Unido, Canada, Dinamarca, Noruega, Alemanha, Irlanda, Suécia, Grécia, Holanda, Austrália, Itália, USA, Chipre, Argentina, Tailândia, Singapura e Hong Kong.
A empresa apoia um grande número de atletas e clubes em diversas vertentes da modalidade, em prol da paixão que a move: a canoagem.

Missão:
Desenhar, testar e produzir barcos e equipamento náutico de qualidade, optimizando factores que permitam a criação de barcos que assegurem a complementaridade entre o atleta e a embarcação, privilegiando a estabilidade, design, tecnologia e conforto.

Visão: 
Manter uma relação de proximidade com atletas, treinadores e utilizadores, no sentido de orientar a produção para os resultados competitivos. Estar na vanguarda, em matéria de design e utilização de novos materiais - mais resistentes e leves - de forma a satisfazer necessidades, criando equipamentos de vanguarda.

 

 

 

Ver: Elio-Kayaks

 

 

 

 

Alice Alfazema

Vagueando pelo cosmos

Setembro 24, 2011

Alice Alfazema

 

Somos todos almas que vagueiam pelo cosmos, a viver as nossas vidas ao mesmo tempo, mas com a impressão de que estamos a passar de uma encarnação para  a outra. Tudo aquilo que toca o código da nossa alma jamais é esquecido e, consequentemente afecta o resto.

Eu olho para Hilal com amor, o amor que se reflecte como um espelho do tempo, ou daquilo que imaginamos ser o tempo. Ela nunca foi minha e jamais será, porque assim está escrito. Se somos criadores e criaturas, também somos marionetes nas mãos de Deus, existe um limite que não podemos ultrapassar - porque isso foi ditado por razões que desconhecemos.

Podemos chegar muito perto, tocar a água do rio com os nossos pés, mas é proibido mergulhar e deixar-se levar pela corrente.

Agradeço à vida porque me permitiu reencontrá-la na altura em que precisava. Finalmente começo a aceitar a ideia de que será necessário atravessar aquela porta pela quinta vez - mesmo que ainda não descubra a resposta. Agradeço uma segunda vez à vida porque antes estava com medo e agora já não estou. E pela terceira vez agradeço à vida porque estou a fazer esta viagem.

Divirto-me ao ver que esta noite ela está com ciúmes. Embora seja um talento no violino, uma guerreira na arte de conseguir o que deseja, nunca deixou de ser criança e jamais deixará, tal como eu e todos aqueles que realmente desejam o melhor que a vida pode oferecer. Só uma criança é capaz disso.

 

 

in, O Aleph, Paulo Coelho

 

 

 

Alice Alfazema

 

Coitados dos gatos pretos

Setembro 22, 2011

Alice Alfazema

 

 

Coitados dos gatos pretos, discriminados pela cor do pêlo, como se isso tivesse alguma influência no dia a dia. Coitados daqueles que vivem como este gato preto, colados à parede do preconceito, das ideias dos outros e das suas atitudes. Coitados de todos os outros que são de ideias fixas e, cheias de razões, que sendo assim definham sozinhos, sem conhecer a diversidade de opiniões  e de estados de alma. Coitados dos que julgam que a sua profissão demonstra a sua inteligência e relegam para trás todos os outros. Coitados dos coitados.

 

 

Alice Alfazema

Pág. 1/3

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Sigam-me

O meu cão é um amor

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2014
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2013
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2012
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2011
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2010
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D