Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Alice Alfazema

Recortes do quotidiano: do meu, do teu, do seu, e dos outros.

Recortes do quotidiano: do meu, do teu, do seu, e dos outros.

Tabaco

 

 

"São números impressionantes, que provocam uma reflexão, no Dia Mundial Sem Tabaco, celebrado a 31 de maio. Em cada minuto que passa, morrem em média 11 pessoas, vítimas do tabagismo. Segundo a Organização Mundial de Saúde, fumar é o comportamento mais nocivo para a propagação de doenças não contagiosas."

 

São sempre números, só números...só o deixam de ser assim, quando também se faz parte deles...

É preciso que alguém a invente em nós

 

 

 

A inútil tragédia da vida
Não chega a merecer um poema.
Só o poema merece, por vezes
A inútil tragédia da vida. 

 

As pessoas caem como folhas
E secam no pó do desalento
Se não as leva consigo
A fúria poética do vento.

  

Para que se justifique a nossa vida
É preciso que alguém a invente em nós.
Os que nunca inspiraram um poema
São as únicas pessoas sós.

 

 

 

Natália Correia

 

Alice Alfazema

Qual é o nome deste país?

 

 

 

Um país abstracto, nem preto, nem branco, onde as opiniões se mantêm ambíguas (não vá o Diabo tece-las); onde há economia paralela, mas ninguém sabe onde é praticada, onde as sondagens oscilam, tais ondas, crespas e revoltas; onde todos exigem mas poucos cumprem; onde o civismo está a tornar-se uma miragem; onde aqueles que querem mudança de atitudes e mentalidades são considerados alucinados; onde contestar a veracidade de certas benesses é uma atitude arriscada; onde a balança salarial nunca precisa de contrapeso; onde as oportunidades, têm o carimbo da cunha; onde o voluntariado passou a fazer parte do curriculum; onde a desilusão abunda e o desleixo faz-lhe companhia.

 

Qual é o nome deste país?

 

 

Alice Alfazema

Produtos de Portugal (2)

 

 

 

A sardinha é rica em ácidos gordos do tipo ómega 3, essenciais para o desenvolvimento do cérebro e sistema nervoso central. Estes ajudam ainda a baixar os triglicéridos e o mau colesterol no sangue, com efeitos benéficos para as artérias e coração. Proteínas de qualidade e algumas vitaminas e minerais são outras dádivas desta espécie. Mesmo em conserva, a sardinha é praticamente desprovida de hidratos de carbono.

 

Experimente: como entrada, em saladas...refeições ligeiras e apetitosas.

 

Alice Alfazema

Novas soluções

 

 

Sendo este fim-de-semana destinado à recolha de alimentos do Banco Alimentar contra a Fome, veio-me à memória, uma conversa que por vezes recordo:

 

- Fui buscar os alimentos, só me dão arroz e massa, já não sei o que fazer com tanto arroz e massa…

- Podes diversificar…cozinhando o arroz de modos variados.

- Isso era bom, mas os meus filhos só gostam de arroz branco.

- …

 

 

A grande maioria, não sabe cozinhar, não sabe gerir o dinheiro que tem, não sabe cuidar dos filhos, da casa, de si próprio; andam à deriva pelos cafés e pelos vícios.

 

Ninguém escolhe onde nasce, onde cresce e como cresce, no entanto a reabilitação do ser humano é um objectivo precioso, que o governo e as instituições deveriam ter em conta; dar em si só não resolve problemas, apenas os remenda e os perdura no tempo, criando uma habituação e dependência que se torna num vício difícil de resistir.

 

O grande objectivo deveria ser reabilitar, o ser humano, ensinar-lhe a reflectir e a tomar decisões. A caridade vai muito para além do dar por dar, caridade é ensinar, é perder tempo, para que outros o ganhem, é procurar mais além do bolso, e de umas simples moedas, ou alimentos, é por vezes dizer a verdade, para que outras mentes se abram e procurem novas soluções.

 

Alice Alfazema

Pág. 1/6